Como porque é bom… Fico na fila porque sou…

Olá!! Beleza?

Título estranho , né? Mas hoje fui a um lugar que sempre vou, mas nunca tinha parado para escrever, tirar foto e pensar sobre ele. Bem, vou falar sobre a The Bakers.

Adoro tudo de lá! E vou lá desde que abriu, sabe-se lá quando foi… Me acompanhou por muitos lanches na época da faculdade, me acompanhou em vários aniversários com suas tortas e em cafés da manhã…Gosto mesmo muuuito de tudo que tem lá! Posto aqui uma fotinho do croissant, que também é maravilhoso…

Masss… Não sei o que tem acontecido… Não com a comida, que é excelente, mas com o atendimento. Desde que colocaram o restaurante acoplado, já deu uma enrolada, mas ainda dava para ir. Agora encheram de lembrancinhas mil, a loja, que era fofa, mais parece uma mega loja de 1,99 mais arrumadinha. Não entendi o propósito. E as filas e a confusão que já estava grande, chegou a quase insuportável, do nível, vou sair e vou ao Cafeína.

Olha, e essa não foi a primeira vez em que isso aconteceu… Das primeiras vezes, ou eu desisti ou enfrentei a fila e achei que a vida era isso, mas dessa vez resolvi escrever para dar um toque. Não quero perder o prazer que tenho ao ir a The Bakers. Amoooo tudo de lá, e quero continuar indo, sem ter que enfrentar horas na fila, mais algumas para pegar o doce… A única vantagem é poder conversar com todo mundo, trocar ideias e até fazer amigos!

Segue fotinho do motivo pelo qual fico na fila: a torta Ecstasy. Hummmmmmm, delícia! Minha mãe pediu pastel de Belém, e devia estar delicioso também… Ela nem me deixou provar!🙂

E que eles resolvam se querem se restaurante, loja de 1,99, ou o que eram antes…🙂 Querem uma sugestão? Coloquem mais um caixa! Já ajudaria.

Mil beijos

Aqui se faz, aqui se come…

Olá! Beleza?

Olha, não sou de cozinhar não, mas como adoro chocolate, de vez em quando me arrisco em alguns docinhos. Já tentei outras receitas também, mas para ser muuuito sincera não curto muito essa coisa de cozinha, não. Pode ser que eu mude. Pode deixar que aviso vocês antes…😉

Segue minha receita de brownie. Existem várias, né? Essa mesma é um mix de algumas. Fiz desse jeito num dia em que descobri que estava faltando açúcar (tinha um pouco, vai!), manteiga e chocolate em pó em casa… E mesmo assim, fiz com o que tinha! Pessoas falaram que deu certo, acreditei e posto aqui para vocês.

Ingredientes

  • 2 tabletes de chocolate meio amargo
  • 4 ovos
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 2 xícaras de açúcar (eu usei quase 1 e meia, com açúcar de confeitero, que era o que tinha…)
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1 colher de chá de baunilha
  • 1 xícara de manteiga (usei 4 colheres de sopa cheia de margarina)

Modo de fazer

  • Bata o ovos até ficar mais “grossinho” e clarinho.
  • Derreta o chocolate em banho-maria e reserve (adorooo essa palavrinha em receitas. Acho chique!)
  • Em outro recipiente, bata a farinha, o açúcar, a baunilha, fermento e o chocolate. (eu estava com preguiça e sem vontade de sujar mais um recipiente e coloquei os ovos logo também!).
  • Derreta a manteiga e bata junto com a misturada acima.
  • Unte uma forma com manteiga e farinha de trigo.
  • Pre-aqueça o forno.
  • Coloque a massa na forma e leve ao forno baixo para médio por 30 minutos. E seja feliz.

Sneakers? Saruel? Tem salvação?

Olá! Beleza?

Tenho comprado algumas coisas pela internet, e por causa disso provavelmente as lojas têm enchido minha caixa de entrada do email com produtos “você PRECISA ter isso, se não morrerá infeliz, sozinha, sem chocolate e tendo que assistir ao horário político para sempre”!

Até acho legal receber esses emails, sei que faz parte da vida, “propaganda é a alma do negócio” e tal, mas, quando me vi cogitando comprar um sneaker, porque se não eu não seria uma mocinha completamente realizada, resolvi repensar…

Como sou baixinha, um sapato, que segundo blogs, emails, sites e afins, conseguia unir o conforto à altura, nem que fossem alguns centímetros a mais, era quase o paraíso na Terra! Todos falavam: “é lindo, fica super bem com shorts, saias, vestidos, calças, maiôs, biquinis…” (tá, exagerei um pouquinho…), mas olhando beeeem, beeeem mesmo, ele é feio demais!!!! É o primo da calça saruel, vai…

E por que a gente pensa em vestir isso? Sei lá! nem eu consigo entender o que me fez pensar em comprar um sneaker. Quando a pessoa está com ele, parece que está com patins e sem as rodinhas… Sei lá, na vida real, nem curti… E, até agora, consegui resistir! Vamos ver até quando…

Beeem, a calça saruel me pegou. Tenho duas. Era super confortável mesmo! (Era no passado porque pretendo me livrar delas em muito breve! Movimento Desapega!)  Mas meu pijama também é e nem por isso eu saio com ele pelas ruas, né? Meu roupão fofo que parece um cobertor e me deixa parecendo um Ursinho Carinhoso é o auge do conforto e vocês jamais me verão saindo para colocar lixo no prédio com ele! Enfim…

E por que estou escrevendo isso? Bem se conselho fosse bom… Mas, fica a dica: antes de comprar aqueeela peça da moda, veja se realmente você precisa e se assim que a moda passar, você vai ter coragem de usar! Imagina para onde foram as calças semi-baggy? E as polainas?
R.I.P polainas, ombreiras e semi-baggy. Aguardem a chegada dos sneakers e a saruel. Essa já está a caminho!

 

Beijos, beijos!!!

P.S. Acho que o que vale não é só a moda, e sim se sentir confortável e feliz!🙂

 

Abuse e use… E gaste pouco!

Olá! Beleza?

Aháááá! Compras! Essa semana foi meio complicada por alguns probleminhas que tive, mas deu tempo de ver as modas na C&A e Renner.
Nunca fui de comprar nessas mega lojas, mas de um tempo para cá resolvi ouvir a voz da experiência: minha avó sempre falava que procurando direito, a gente achava. E fiz isso!

Beeeem, primeiro fui na querida R! Tenho gostado de umas roupinhas da Renner e já comprei algumas, como postei aqui! Mas, dessa vez foi só um sapatinho mesmo. Fofo e suuuuuper confortável! E sabe quanto valeu o show? 39 dinheiros! Vale ou não vale? A Moleca sempre me salvando nesses momentos “bolha no pé”!

Depois, dei uma passadinha na C&A. Para ser sincera sempre entro sem muita esperança, mas dessa vez tinha um bom motivo para pesquisar algo fofo: a coleção Andrea Marques! Na vida real, gostei muito de várias coisinhas, mas acabei levando uma blusinha e um vestido. A blusinha era meio body, nem curto muito, mas gostei taaaanto da estampa, que comprei. Tinham outras coisas na estampa, mas preferi a blusinha. Vale a visita, viu? Mas corram, porque tinha muita mulher enlouquecida lá. Afff, que desespero! Calma, meu povo! Se não der para comprar essa roupitcha, o mundo não acaba, a paz mundial não depende disso, muito menos a extinção do panda… Bem, depois de muita luta, segue a foto com a blusinha!🙂

Mil beijos e um ótimo fim de semana!

O meu lugar… Madureiraaaaa!

Olá! Beleza?

Para quem achava que eu só andava pela Zona Sul (eeei, postei sobre o Salete, que fica na Tijuca!)… Nananinanão! Hoje fui à Madureira!

Sempre morei por essas bandas de cá, mas trabalhei pela cidade inteira. Não, não sou motoboy, porém meu ex-emprego que era quase isso… Deu para conhecer beeem a cidade, só não deu para frequentar os lugares. Agora isso mudou, irei esmiuçar (de onde tirei essa palavra, pai do céu?) o Rio! Enfim, chega de falar do meu passado “trabalhístico” e vamos ao que interessa: “…o meu lugar, tem seu mitos e seres de luz, é bem perto de Oswaldo Cruz, Cascadura, Vaz Lobo, Irajá…” E não, não é o Divino da #Oioioi, é Madureira! Um obrigada ao Arlindo Cruz, adoro essa música!

 

Farei um encontro com algumas amigas e resolvi que ia preparar as coisas com carinho, masssss, como não estou rica, pensei em alternativas para deixar a decoração mais barata. Uni o útil ao agradável e parti para o Mercadão de Madureira.

 

Nunca tinha ido, só passado pela porta. E posso ser beeeeeeeeeee sincera? Valeu pelo passeio. E só. Vi o viaduto onde tem o baile, a quadra da Portela, do Império Serrano… E o Engenhão no caminho. Como não sabia ao certo o caminho, São Google Maps me indicou, mas parei e perguntei algumas vezes e  todos sempre foram super educados, me dando até passagem, mostrando por onde ir… Masss, pelos preços? Pelos produtos? Nada que o SAARA não tenha, pelo menos em relação ao que eu procurava.

Mas, já que estava lá, né? Vamos às compras: comprei balões de festa (dos pequenos) em formato de coração por 6 dinheiros – 50 unidades, balões prateados por 1 dinheiro a unidade, fora toalhas dessas mulambas, letrinhas de EVA e outras coisinhas. São baratas? São! Mas não acho que compense o que gastei de gasolina + tempo + estacionamento. Valeu paa conhecer, ver as modas, mas da próxima vez, SAARA, aí vou eu…

Vejam beeeem, estou falando do Mercadão e para quem quer comprar produtos para festa! Não vi papelaria em geral, muito menos produtos para cozinhar… E nisso entram panelas e comidinhas de todos os tipos!  Quer uma dica? Nunca foi? Vá! Mora perto? Vá! Tá com preguiça? Saara neles!  Em compensação, no centro não tem a Portela…:)

 

Empadinhas, bolinhos e felicidade na Tijuca

Olá! Beleza? Como foram de fim de semana?

O meu foi ótimo! Fiz um programa bem feliz no sábado mas posto aqui depois qual foi… Emoções para o próximo post!🙂 Mas hoje vamos falar de comidinha… Hummmm, e das boas!

Sabe essa moda de comida de boteco? Sabe empada? Sabe bolinho? Se você é como eu e adora esse tipo de comida, vá ao Salete. Povo do meu Rio de Janeiro, o que é aquilo? Que bolinho de bacalhau é aquele?

Mas, vamos por partes. Tentamos conhecer o Aconchego Carioca, mas fila na porta não rola. Com fome então, piorou. Partimos para o plano B: Feira de São Cristóvão. Massss, no meio do caminho, alguém solta: ” E o Salete?”. Desde meus tempos de recém-formada que eu não ia lá e topei na hora. Sempre ia na hora do almoço, no intervalo corrido entre um emprego e outro,  ia ser ótimo curtir um domingo de temperaturas amenas, sem hora para sair e finalmente poder dedicar o tempo que aquelas empadinhas mereciam.

Bem, ele é bem famoso por aqui, mas para quem não conhece, vai o site do Salete! Só clicar e partir. Vale a pena, vai por mim!

Chegamos lá num dia de clássico entre Flamengo e Vasco (nem comento qual meu time! Afinal como boa carioca, adoroooo futebol!), mas como o jogo era mais tarde, ainda conseguimos mesa às 14.00 hs. Sentamos e fomos SUPER bem atendidos. Pedimos a empada de camarão, que veio deliciosa. Que massa era aquela? Depois, bolinho de bacalhau, que fica passeando pelas mesas. MEODEOS! Ouro para o bolinho! Lágrimas nos olhos e saliva na boca só de lembrar daquele bolinho. De verdade! Coca gelada para completar o início dos trabalhos. O paraíso era na Tijuca. Com ladrilho desses antigos, cara de boteco e um anjo com uniforme de garçon, mas era ali.

E vocês acham que acabou por aí? Nananinanão! Veio o prato principal: um risto de camarão! Bem honesto, para 3, mas deu para 4 (também, tínhamos nos entupido de bolinho, né?). Mas deu! E como foi bom… Valeu a visita e atravessar o Rebouças, viu? Recomendo mil vezes! E não ganhei nenhuma azeitona para falar isso!

Beijos!!!

Santa Clara clareou? Não, Clariderm mesmo…

Olá!!! Beleza?

Post rapidinho sobre um produto que tenho usado. Antes de mais nada, qualquer coisa que você for passar na pele: consulte um dermatologista! Pode ser que não seja o melhor produto, o mais indicado, aí, já viu, né?

Bem, tive um probleminha de saúde (muitas que acompanham meu outro blog sabem qual…), e tive que usar vários medicamentos e substâncias bizarras que mudaram minha vida… Em  tudo, mas principalmente, me devolveram a chance de estar aqui! Por isso, nem reclamo! Mas as manchas ficaram e resolvi que ia “apagá-las”. Como li em algum lugar que tretinoína não era a coisa mais legal do mundo (tentei achar o lugar de novo, e não encontrei… ), resolvi testar outro produto. Comprei o Clariderm e tenho usado. Cheirosinho, não deixa a pele nem lega oleosa, nem ressecada. Estou usando há 2 semanas e notei que deu uma clareada nas manchinhas. Vou informando se ele funciona mesmo! Ahhh, ele saiu por 65 dinheiros na Onofre.

Beijos!!!! E não esqueça: filtro solar SEMPRE!

Momento Suellen

Oi, beleza? Vocês gostam de novela? Bem, eu não curto muito, mas assisto de vez em quando porque afinal, vivo nesse planeta e a TV não me dá muitas opções, mesmo tendo uma TV tipo Net… Se bem que essa TV tipo Net… Sei não, viu?

Mas tudo bem, não estou aqui para fazer protestos contra a TV a cabo e sim para falar do meu look ousado da semana. Nem achem que vai ser totalmente “periguete vai ao baile” porque eu ainda não cheguei a esse nível de desprendimento, mas para meus padrões é uma Suellen! Jamais, em tempo algum eu teria coragem de usar aquela correntinha , nem barriga de fora, então, segue a minha “releitura Suellen”.

Comprei uma camisetinha simples, dessas compridinhas na feirinha que tem na esquina da Real Grandeza com a Voluntários por 30 dinheiros. Malha boa, sem estampas, bem decente. Valeu a ida à feirinha (post sobre Botafogo, logo, logo! Muitas lojinhas fofas!). Aí vem o momento Suellen! Entrei na C&A para ver as modas. Nunca fui de comprar nessas grandes lojas, mas ultimamente tenho frequentado mais a Renner, então dei uma chance para a “irmã” dela. Achei uma calça legging dessas wet. Wet deve ser a forma “phynnah” de chamar brilhante-molhado-periguete, mas está bom. Num momento destemida, resolvi experimentar: “choque!” – Era suuuuuper confortável! Pensei em ousar e comprei por 49,00 dinheiros. Vejam abaixo se não é style!

Para completar, um sapaTCHEEnho que faltava à minha humilde coleção “Quero ser Imelda” (não sabe o que é? Google nela!): uma open boot. Bem diferente de tudo que eu uso, mas adorei. Tem na Dafiti numa promoção: saiu por 140 dinheiros e ainda divide em até 7 vezes. Chegou super rápido e é bem confortável. Quando coloquei os 3 juntos, me achei. A própria Suellen num momento mais comportado, mas ainda mega periguete para meus padrões. Mas quem não merece ter seu dia de periguetinha? Levanta o ego de qualquer uma. Beijos, beijos!

Ahhhh, segue foto do sapatinho!!!

Produtinho

Olá, beleza?

Ia escrever sobre as Olimpíadas, sobre o fato da bandeira olímpica ter chegado, de ter assistido o vídeo promocional da nova sede olímpica, mas ainda estou pensando se acho tudo muito absurdo e me revolto de estarem gastando tanto dinheiro público em coisas não tão necessárias à população como um todo ou se olho pelo lado positivo e acho tudo o máximo, acredito que o legado que vai ser deixado vai compensar e acho tudo lindo como achei em Londres… Bem, enquanto fico nessa dúvida se seremos uma nova Barcelona ou uma nova Atenas, vou escrever sobre um produtinho que amo!

E não por ser indireta para que os gastos sejam os mais limpos possíveis, vou falar de um sabonete! O Dermotivim Foam. Adoro! Já estou no 3o pote, uso duas vezes ao dia e vou dizer: ele limpa mesmo a pele! Mas sem deixar aquela sensação de trec-trec, sabem?? Aquela que parece que sua pele vai quebrar em pedacinhos de tão seca? Com ele nem tem isso. E eu uso para tirar maquiagem também. Sai tudinho!

E o preço? Bem, eu comprei o último na Onofre (ou seria na Raia?) e gastei algo em torno de 40 dinheiros. Mas ele duuuuura muito! Se você tem a pele mista ou oleosa, vale a pena.

Beijos, beijos! E vou continuar aqui com meus dilemas olímpicos…🙂